Turismo Religioso: andar com fé eu vou que a fé não costuma a faiá

Por Vanessa Santana

Existe algo mais forte do que a fé das pessoas? Suas convicções? Sua cultura? Acredito que não, por isso que o Brasil é considerado um dos países de maior população católica do mundo, conforme evidenciou o último censo do IBGE realizado em 2010, já que 86,8% de sua população se declarou como cristã. Não é à toa que o Turismo religioso cresce a olhos vistos e gera cerca de “20 milhões de viagens por ano”, conforme dados do Ministério do turismo, num movimento em que movidos pela fé, os devotos enfrentam sol, chuva em caminhadas por quilômetros para agradecer graças recebidas ou fazer novos pedidos.


Nesse roteiro de peregrinações, o Santuário de Nossa Senhora de Aparecida, situado no interior de São Paulo é o segundo maior do mundo e recebe anualmente milhões de devotos, especialmente no dia 12 de outubro, dia dedicado à padroeira do Brasil. Um lugar de beleza imponente, de ambiente acolhedor para os romeiros já que possui uma boa infraestrutura em um ambiente que transmite paz e renova suas forças para as batalhas cotidianas.
Já a Paixão de Cristo, peça teatral de cunho religioso, que retrata os últimos dias vividos por Jesus na terra é outro evento que emociona e toca os fies, por fazê-los voltar no tempo e reviver a magia da história do maior homem nascido de mulher de todos os tempos. Para isso, são utilizados nove palcos em que se passa cada cena, que dura em torno de 20min e a cada apresentação você caminha para o próximo palco. O evento conta com um elenco de cerca de 500 artistas, que se renovam periodicamente e esse ano atraiu cerca de 10 mil visitantes de todas as faixas de idade, em Brejo da Madre de Deus-Pe, para assistir e se emocionar com esse grande espetáculo que está em sua 52° edição, no maior teatro a céu aberto nacional.
A terceira maior romaria do Brasil, por sua vez, acontece em Bom Jesus da Lapa no inicio de agosto, num santuário que é considerado um lugar místico, por estar situado numa gruta composta por formações rochosas que são obras da criação de Deus! Já na Sala de Milagres podemos encontrar inúmeros objetos que simbolizam pedidos de cura ou agradecimento pelo alcance das bençãos. E para ter uma visão panorâmica da cidade e conhecer a famosa pedra do sino, é necessário ter fôlego para enfrentar a subida do morro do Cruzeiro que representa um grande desafio. Esse ano, por exemplo, a romaria contou com cerca de 600 mil visitantes motivados para agradecer curas recebidas e ou promessas alcançadas.
Outra notícia que tem movimentado o cenário do turismo religioso é a canonização de Irmã Dulce que acontecerá em outubro do ano corrente no Vaticano (após declaração de seu segundo milagre). Notícia que possibilitou um aumento considerável no número de visitantes de seu Memorial e santuário, onde também foi instituída una secretaria de canonização para organizar pacotes de viagens para os fies que desejarem acompanhar a cerimônia de canonização, já que o Anjo bom da Bahia, como era conhecida, será a primeira mulher brasileira a ser considerada santa. Nesse momento, já se pensa até em instituir o projeto Caminho da Fé que se estenderá do Largo de Roma ao Bonfim, cuja principal finalidade é atrair a atenção de turistas e baianos para o legado deixado por Irmã Dulce. Então amigos, ficamos por aqui, até nosso próximo encontro!

Fontes:https://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/o-ibge-e-a-religiao-cristaos-sao-86-8-do-brasil-catolicos-caem-para-64-6-evangelicos-ja-sao-22-2/
http://legado.brasil.gov.br/noticias/turismo/2018/10/turismo-religioso-movimenta-calendario-de-outubro

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*