SUA VIDA DIGITAL ESTÁ SEGURA?

Por André Oliveira

Para muitos seus e-mails, redes sociais e apps de mensagens são uma extensão de suas vidas. Com estas ferramentas que se relacionam com amigos, familiares, colegas de trabalho e muitas vezes com seus clientes.

Não significa dizer que estas pessoas são antissociais, preferem o contato digital ao contato real, é apenas uma constatação. Neste atual mundo conectado, onde todos estão a um click (ou post) de distância, é mais fácil conversar, mandar notícias, comentar algo, dizer o que pensam ou simplesmente dar um like (dizer que estou de olho, rs) usando estas ferramentas do que demorar horas se deslocando pelas cidades, ou até mesmo ligar no meio de seus dias corridos, cheios de compromissos, com o receio de interromper quem vai receber a ligação.

Além disso, com um simples post conseguem se sentir conectados a dezenas de amigos que as vezes não encontram desde a época do colégio ou faculdade.

Neste artigo não vamos discutir se essa vida digital é boa ou não, mas sim perguntar:
Sua vida digital está segura?
E se alguém conseguisse acessar seu e-mail (Gmail, Hotmail, Yahoo ou outro qualquer), tomar posse de sua conta do Facebook, postar imagens em seu nome no Instagram, mandar mensagem para seu chefe indevidamente pelo LinkedIn?

Seria uma violação total de sua intimidade, de um lado seu que em muitos momentos “É VOCÊ”, ou pelo menos é o que as pessoas acham que é você.

O pensamento nesta constatação aterrorizante em nenhum momento significa dizer que estas empresas não tomam as mais sofisticadas medidas de segurança para proteger seus equipamentos e sistemas, mas deve estar em nossas mentes para que paremos para pensar se:
Estamos tomando todas as medidas possíveis para proteger nossa vida digital?

Imagine a situação: estas empresas investindo verdadeiras fortunas para proteger seus clientes de falhas de segurança e um usuário descuidado coloca a senha: 123456

Parece uma piada, mas várias empresas de tecnologia fazer esta pesquisa anualmente, poderia citar dezenas neste artigo, mas só como exemplo, é isso que consta na pesquisa do ano de 2018 divulgada no site WeLiveSecurity, mantido pela empresa ESET©.

(https://www.welivesecurity.com/2018/12/17/most-popular-passwords-2018-revealed/)

Mesmo senhas como uma palavra completa, um nome com alguns números, além de tantas outras combinações que muitas pessoas possam pensar, nem sempre são seguras quando se consideram os recursos que os criminosos virtuais têm a sua disposição nos dias de hoje. Imagine um robô, que não precisa descansar nunca, que é extremamente rápido, que pode fazer centenas ou milhares de coisas ao mesmo tempo, vai ficar tentando diversas combinações de senha até conseguir descobrir uma combinação válida. Quando falamos em um robô não significa realmente uma máquina cheia de parafusos e engrenagens, na verdade é apenas um termo técnico para descrever um programa de computador que é criado para fazer coisas de forma automatizada.

Se lendo este artigo alguns já podem estar repensando suas senhas, vale a pena pensar em outras situações que podem aumentar as preocupações: Mesmo tendo uma senha mais segura, mais difícil de ser descoberta, também chamada de Senha Forte, é possível que alguns pelas situações diversas do dia a dia precisem utilizar computadores ou celulares de outras pessoas ou de uso compartilhado para acessar suas redes sociais por exemplo; E se nestes computadores existirem programas espiões (spyware) que ficam registrando tudo que é digitado e clicado, inclusive podendo pegar sua senha forte?
Já que nem sempre é possível não utilizar equipamentos fora de casa, uma boa alternativa é que os Sites ou Apps utilizem uma segunda forma de verificar se você é você mesmo. Este recurso pode funcionar de formas diferentes, uns mais complicados e outros mais simples, mas geralmente são chamados de Autenticação em Dois Fatores.

Basicamente quando é feito o acesso são feitas duas checagens, a senha que já existe e um segundo fator, que pode ser uma sequência de números, letras ou até uma mistura de ambos. Funciona como uma segunda senha só que geralmente muda a cada minuto, não sendo possível descobrir ou memorizar qual será. Já que sempre muda, essa segunda senha / fatos é enviada por mensagem SMS ou exibida em um aplicativo de celular (parecido como um token de banco).

Afinal, como se proteger?

São recomendações simples, que podem ajudar muito a proteger nossa vida digital:
i) Tenha senhas fortes: senhas com 8 ou mais letras ou números, onde existam letras maiúsculas e minúsculas misturadas, em alguns casos com símbolos como por exemplo ! # % &, tente não usar coisas ligadas a você ou seus parentes, quando mais diferentes serão mais difíceis de descobrir.
ii) Ative a Autenticação de Dois Fatores em todos os e-mails e redes sociais que você utilizar, seguem os links de como fazer isso um todos os sites comentados neste artigo (mas quase todos atualmente utilizam esse reforço de segurança):
LinkedIn: https://www.linkedin.com/help/linkedin/answer/31710/ativacao-e-desativacao-da-verificacao-em-duas-etapas?lang=pt
Facebook:https://pt-br.facebook.com/help/148233965247823?helpref=faq_content

Instagram:https://pt-br.facebook.com/help/instagram/566810106808145
Gmail: https://support.google.com/accounts/answer/1085463?hl=pt-BR
Hotmail: https://support.microsoft.com/pt-br/help/4028586/microsoft-account-turning-two-step-verification-on-or-off
Yahoo : https://br.ajuda.yahoo.com/kb/SLN5013.html
iii) Use senhas diferentes para cada site ou app: Sei que é difícil, mas pense na possibilidade de usar senha diferentes em cada site ou app. Não precisa ser uma senha toda nova, pode-se mudar parte da senha, só para que se alguma senha for descoberta não possa acessar todas as redes sociais por exemplo.
vi) Evite utilizar celulares ou computadores de outras pessoas, se precisar fazer isso pense seriamente que já está na hora de trocar sua senha para uma nova em folha.

A vida digital é uma extensão da vida de cada um, então, ter um pouco de cuidado vale a pena para evitar transtornos depois.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*