Inovações educacionais: transformando e retransformando o modo de educar nos ensinos infantis, fundamental, médio e superior

Por Marcus Vinicius Peralva Santos

Nossa sociedade dia após dia está passando por uma série de transformações não só no quesito tecnológico, mas também em outras áreas, como a comportamental, política e a educacional. E é justamente nesta última, a área educacional que vamos nos ater no texto desta semana.
Os gestores de instituições de ensino, a fim de manterem a qualidade do processo de ensino-aprendizagem de seus clientes (os alunos) estão cada vez mais atentos as inovações que permeiam o setor educacional nos últimos tempos. O termo por si só nos remete a ideia que a escola/cursinho/faculdade irá desenvolver algo de novo em seu ambiente, mas o inovar não necessariamente quer dizer a produção de algo novo, que nunca foi visto anteriormente, mas sim, fazer algo de diferente.
Neste processo do fazer diferente temos aí o papel central do professor que sai da função de único detentor do conhecimento (professor conteudista) para a função de facilitador, intermediador entre o aluno e conhecimento (professor orientador). E é neste processo que a tecnologia, a qual podemos representar aqui, como o uso de computadores, smartphones e tablets, constitui-se como uma ferramenta que aliará educadores e alunos na construção do inovar.
A grande ideia neste processo de inovação educacional consiste em tirar o protagonismo do professor e centrar o mesmo na figura do aluno, transformando-o assim, em um ser pensante e crítico. Por isso, o simples ato de se utilizar Datashow, computadores e retroprojetores em sala de aula e repassar conteúdo não constitui-se por si só em ações inovadoras. Recomenda-se o estímulo a alunos e professores ao desenvolvimento de pesquisas acadêmicas, as quais podem ou não englobar a realização de atividades interdisciplinares, assim ampliando a visão do aluno sobre o como fazer, como ver e como desenvolver.
Com base nestes aspectos, deixo aqui a indicação de leitura da semana que é um artigo de autoria de Cintia Ribas, Janice Silva e Priscila Festa intitulado Inovação educacional na educação superior: possibilidades e desafios contemplados nas publicações sobre o tema” o qual pode ser encontrado para download por meio do link: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2017/24664_13161.pdf
Aproveito para lembrá-los de deixarem suas opiniões, sugestões e críticas a esta e demais colunas aqui do PORTAL CANAL FOLIA no espaço para comentários aqui do nosso site.
O meu muito obrigado por prestigiarem a coluna de literatura desta semana e até a semana que vem! Abraços cordiais a todos!

FONTE DA IMAGEM:
GIRO MARÍLIA. Educação 4.0 – UNIVEM é referência em inovação e educação empreendedora. 2019. Disponível em: www.giromarilia.com.br/noticia/educacao/educacao-40-univem-e-referencia-em-inovacao-e-educacao-empreendedora/16745>. Acesso em: 01 out. 2019.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*