FEMADUM: É EXEMPLO DE CULTURA, REPRESENTATIVIDADE E RESISTÊNCIA

E foi assim, que no primeiro dia do evento do Femadum no Largo do Pelourinho, completamente lotado, com admiradores e amantes das batidas mais conhecida do mundo. Não é de hoje que o Olodum é uma das 5 marcas mais famosas do mundo, a banda completa 40 anos em abril e desde o começo, tem a postura de ser uma resistência para a cultura negra e representatividade para os moradores do centro histórico. Um grande exemplo é o teatro do Olodum, que representa fielmente o Pelourinho com a peça, filme e seriado Ó Pai, Ó!

O Femadum se torna mais do que um show gratuito para o público, deste palco saiu grandes sucessos como Faraó divindade do Egito, clama pelo Olodum Pelourinho. Assim como seu povo, que se arrepia com cada batida do Olodum. Não é atoa que apaixonou até o rei do pop, o evento é uma vitrine para grandes compositores, segundo Aquataluxe Rodrigues, grandes nomes da música baiana passaram pelo palco, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Margareth Menezes são exemplos.

Aquataluxe Rodrigues – Conselheira da Juventude do Olodum

Ela conto para a equipe do Canal Folia, que o objetivo do festival é “Valorizar as artes dentro do palco, a arte estética, arte de compor e arte de dançar, por isso ele é tão importante e o Olodum continua fazendo ele em praça aberta e para o público”. Reforça que o evento movimenta a economia local, comerciantes vendem mais por conta do evento e parada obrigatória para turistas.

Rafael apresentador do festival e conselheiro da Juventude do Olodum e Sérgio Laurentino ator e jurado do festival

Sérgio Laurentino é um grande exemplo da força do Olodum, esse ano ele faz 19 anos de teatro Olodum e tem uma carreira sólida entre teatros e filmes, o mais famoso foi Besouro. Nascido e criado no Curuzú, Sérgio ressalva “Fomadum é o primeiro festival para parte negra do país, isso é referência para o jovem e para resistência”. Rafael Banga, apresentador do festival de música e arte do Olodum nos explica que “o jovem que nasce aqui(Pelourinho) já tem acesso à escola Olodum, é o momento de cultura, muitas vezes essas pessoas não têm como acompanhar o Olodum no bloco”.

Leonardo morador da Boca do Rio

A festa é linda e curtir a batida do Olodum de graça é algo imperdível, Leonardo, morador da Boca do Rio, sempre comparece aos eventos, o motivo dele é algo mais político para o resgate da cultura negra, Viviane disse “eume arrepio dos pés a cabeça, fico toda arrepiada, saio de mim”. Carla tem a música preferida para ganhar o concurso, Retorno de Lucas Fiquei e doce mel”.

Carla e Viviane também foram curtir o festival

O FEMADUM acontece dias 9 e 10 de fevereiro, das 13h até às 17h na praça do Pelourinho e é gratuito.

Equipe Canal Folia

Repórter: Wind Monteiro

Foto: Victor Torres

Compartilhe essa postagem

Sem comentários

Acrescente o seu