Cheiro de Amor abre seu carnaval em Salvador com projeto híbrido

Desfile relembrou a história do bloco através de suas mortalhas e abadás desde o primeiro em 1981. 

Estou muito animada e com repertório de clássicos na ponta da língua“, disse Vina Calmon às 19:30 desta sexta-feira (9), pouco antes de começar seu desfile no circuito Barra/Ondina. Trazendo os grandes e inesquecíveis hits da história do Cheiro em seu repertório, a banda seguiu comemorando os 38 anos do Grupo na folia baiana. Além do repertório saudoso e animado, o Grupo fez uma homenagem ao bloco com antigos associados na frente do trio vestidos com macacões, mortalhas, abadás temáticos e fantasias de toda a história do Cheiro. E a pipoca, também caracterizada, acompanhou e se divertiu do início ao fim do circuito Dodô.

Vina Calmon trouxe em seu figurino uma explosão de cores, com o tema Color Blocking, relembrando os anos 80, época que marcou o início do Cheiro no Carnaval de Salvador. Com o styling de Emerson Oliveira e Thalles Kitakawa, o figurino de Vina foi inspirado na tendência que mistura cores e brilhos, combinando tons vibrantes ao minimalismo em uma mesma produção, além de transmitir toda a alegria multicolorida da música da Bahia em forma de cores. A assinatura ficou por conta de Fernando Pires e Israel Frazone, além de uma parceria com a grife Doka. E os músicos vestiram antigas fantasias do Cheiro.

 

Neste sábado a banda segue para Abaetetuba (PA), domingo para Caxias (MA), segunda o show será em Potirendaba (SP) e na terça, em Cametá (PA).

 

Fotos: Fred Pontes

Compartilhe essa postagem

Sem comentários

Acrescente o seu