A BOFETADA – ANO 30 faz temporada de verão 2018 no Teatro Sesc Casa do Comércio

 

Tudo que uma trupe teatral quer fazer, em qualquer tempo, é sempre estar em cena. A Cia Baiana de Patifaria acaba de retornar de sua turnê anual de 2017, que realizou com dois espetáculos, e já se prepara para voltar ao palco em Salvador na Temporada de Verão 2018, dessa vez com A BOFETADA30.

A razão do novo título é que A BOFETADA completa 30 anos de encenação nos palcos soteropolitanos desde que estreou na pequena Sala do Coro do TCA, em 1988, tendo sido assistida por mais de 2 milhões de espectadores até hoje.

A BOFETADA30 volta ao palco do Teatro SESC Casa do Comércio a partir do dia 6 de janeiro até o dia 25 de fevereiro, sempre aos sábados e domingos, às 20h, reunindo os atores Mário Bezerra, Marcos Barretto, Rodrigo Villa e Lelo Filho, que também assina a direção, juntamente com o diretor assistente Odilon Henriques. A concepção original é de Fernando Guerreiro. Os três esquetes que compõem o espetáculo são de Mauro Rasi, Miguel Magno e Ricardo de Almeida.

O espetáculo voltará à cena durante o “retiro espiritual” das Noviças Rebeldes, atual montagem da Cia Baiana que retorna somente após o verão. No entanto, na nova temporada de A BOFETADA30 o público verá a participação especial das freirinhas da comédia musical Noviças Rebeldes invadindo a última cena e fazendo um número musical divertidíssimo para o espanto da plateia e das professoras Fanta e Pandora, para isso contarão com a participação especial do ator Lázaro Reinaldo.

Os “patifes” já estão adaptando e atualizando os textos e ‘cacos’ de seus 11 personagens tão queridos do público, como Fanta Maria, Pandora, Eleonora, Vânia, Dirce. Como é de costume, as novas manchetes do noticiário politico-social-economico brasileiro irão se misturar aos bordões que levam o público às gargalhadas: ‘é a minha cara’, ‘oxente’, ‘momento lindo, maravilhoso’, ‘adoro, chega choro’.

 

 

 

Esquetes

No primeiro esquete, “O Calcanhar de Aquiles”, (extraído de Pedra, a tragédia), de Mauro Rasi, a atriz decadente Eleonora (interpretada pelo ator Mário Bezerra) obriga a crítica de teatro Vânia Leão (Marcos Barretto) e a namorada Dirce (Rodrigo Villa) a assistirem sua montagem apoteótica – um balé musical trágico – na qual interpretará sozinha 60 personagens de uma tragédia grega.

Os dois esquetes seguintes (extraídos de “Quem tem medo de Itália Fausta”), são assinados por Miguel Magno e Ricardo de Almeida. Em “O Ponto e a Atriz”, vários gêneros teatrais são ironizados ao resgatar a função do Ponto, figura que lembrava o texto para as divas das grandes companhias de teatro.

O último esquete, “Fanta e Pandora”, o ensino do teatro é o foco central e o público é transformado em personagem com quem as duas professoras universitárias, Fanta Maria (interpretada por Lelo Filho desde 1988) e Pandora Luzia (Rodrigo Villa) interagem numa improvável aula sobre a influência de dois fonemas no teatro javanês, durante os últimos 15 do século XII a.C.

A Cia Baiana de Patifaria, com mais de 3 décadas nos palcos, soma um teatro de repertório de oito espetáculos (Abafabanca, A Bofetada, Noviças Rebeldes, 3 em 1, A Vaca Lelé, Capitães da Areia, Siricotico uma comédia do balacobaco e Fora da Ordem). O musical Noviças Rebeldes que reestreou em agosto de 2017, já foi vista por quase 10 mil pessoas e voltará a ser encenado após o verão.

 

Serviço

O quê: A BOFETADA30 – Cia Baiana de Patifaria

Onde: Teatro SESC Casa do Comércio – Av. Tancredo Neves, 1109, Edf. Casa do Comércio – Pituba. Salvador. Tel.: (71) 3273-8543.

Quando: 6 de janeiro a 25 de fevereiro, SÁBADOS E DOMINGOS às 20h

Ingressos: Valor da inteira: R$ 50,00/meia: R$ 25,00

O FUNCIONAMENTO DA BILHETERIA: Terça a quinta – Das 13h às 20h30
Sexta a domingo – Das 13h até o início do espetáculo

Recomendação etária: 14 anos.

Compartilhe essa postagem

Sem comentários

Acrescente o seu